Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Eventos > I MEPEAX - Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão de Acadêmicos do Xingu
Início do conteúdo da página

I MEPEAX - Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão de Acadêmicos do Xingu

Publicado: Terça, 14 de Mai de 2019, 15h33 | Última atualização em Quinta, 06 de Junho de 2019, 15h52 | Acessos: 1230

Entre os dias 09 e 11 de maio foi realizado no Instituto de Estudos do Xingu o I MEPEAX – Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão de Acadêmicos do Xingu. Partindo da concepção geral de que a ensino superior público deve servir à comunidade em que está inserido, e que isso só é possível com uma Universidade gratuita, democrática e autônoma, o evento foi organizado pelos estudantes, coordenado pela técnica e estudante Dilma Ferreira, e teve como objetivo divulgar, interagir e dialogar a respeito dos diversos projetos desenvolvidos na UNIFESSPA. 

 

No dia 09, pela manhã, houve a mesa de abertura, com o tema “Os Desafios da Educação Brasileira no Século XXI”, da qual participaram o técnico Ironil Junior, o Prof. Clebson Alves, a Prof.ª Ezilda Maciel e a Prof.ª Nayara Camargo. Os debatedores mostraram como estamos diante de um cenário de cortes de direitos principalmente da população mais pobre e o desmonte do sistema de ensino público, incluindo ensino básico e principalmente o ensino superior, no qual é necessário a intervenção direta dos educadores, como maneira de lutar contra as medidas econômicas que estão sendo implementadas pelo Governo Federal.

À tarde, da mesa intitulada “O Tripé da Universidade: Ensino, Pesquisa e Extensão”, tomaram parte o Prof. Daniel Clemente, Prof. José Nazareno, Prof.ª Luciana Barros e Prof.ª Elaine Dias. Nesse momento foi discutido a indissociabilidade dos três pilares constitucionais da Universidade, e problematizada uma certa tendência à predominância do ensino, quando de fato a pesquisa e a extensão, principalmente quando tratam dos sérios problemas de nossa região, são essenciais.

Na noite do dia 09 foram iniciados quatro diferentes minicursos, com duração de dois dias, os quais atenderam aos anseios dos estudantes de Letras e de Biologia, bem como de outras universidades locais: “Animais Peçonhentos Amazônicos: de Abelhas a Raias”, com o Prof. Dr. José Nazareno Junior.

 

Formatação de Trabalhos Acadêmicos e Elaboração de Apresentações Orais em Diferentes Softwares”, com a técnica Me. Kely Martins.

Métodos e Técnicas de Pesquisa”, com o Prof. Dr. Daniel Clemente Silva.

E, “O Educar Poético e a Obra de Arte: um Diálogo com Contos de Clarice Lispector”, com a Prof.ª Dr.ª Luciana de Barros Ataíde.

No dia 10 pela manhã e  tarde, foi realizado o tão esperado minicurso “Mẽbêngôkre/Kayapó Instrumental”, ministrado pelo Prof. Irerwyk Kayapó, auxiliado por Cledson Mendonça e Claudiane Menezes. De início, foram apresentadas noções gerais de linguística, fonética e fonologia, e também aspectos da cultura Mẽbêngôkre. Após isso, com muita interatividade, o Prof. Irerwyk ensinou frases básicas na língua indígena, tão ouvida nas ruas de São Félix do Xingu-PA, mas ainda pouco conhecida pelos não-indígenas. Ao final, foi unânime o sentimento de continuar o aprendizado da língua Mẽbêngôkre.

A manhã e a tarde do último dia, 11, foram reservadas para as sessões de comunicação oral, com trabalhos produzidos por acadêmicos de São Félix do Xingu-PA, divididos em 5 eixos: “Ensino, Pesquisa e Extensão: Desafios das Ciências Biológicas”, “Linguística, Línguas Indígenas, Letras e Artes”, “Didática e Práticas de Ensino na Educação Básica”, “Literatura, Cultura Brasileira, História Oral e Resistência” e “Oralidades, Memórias, Identidades e Narrativas Amazônicas”. As apresentações cumpriram duplo objetivo: por um lado, serviram para dar experiência aos estudantes na exposição e debate de seus trabalhos; e por outro, mostraram o quanto a Universidade é importante na produção social do conhecimento.

Ao final, coroando o evento, foi ministrada a palestra “Políticas Afirmativas na Universidade”, pelo Me. Carlos Fernando Cruz da Silva, o qual apresentou um panorama do recente processo de democratização do acesso à Universidade pública brasileira e discutiu os riscos de retrocesso diante de um processo político que desmonte o ensino superior. E assim, se encerrou em grande estilo o primeiro evento organizado pelos estudantes do IEX, o qual, sem dúvida nenhuma, cumpriu seu propósito.

 

Assim, a Comissão Organizadora agradece imensamente a todos os que participaram e apoiaram o I MEPEAX. Para ter acesso ao Caderno de Resumos do Evento, em formato digital clique aqui.

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página